Comitê Logística faz primeiro encontro em São Paulo

Evento analisou inicialmente o tabelamento do frete; questões legais, econômicas e operacionais que afetam o setor atacadista distribuidor estarão na pauta do comitê

A ABAD, em parceria com a Abralog – Associação Brasileira de Logística, realizou na sexta-feira (9) o primeiro Encontro do Comitê Logística ABAD/Abralog, na sede da entidade, em São Paulo. O objetivo do Comitê é debater questões legais, econômicas e operacionais que afetam o setor atacadista e distribuidor na área de logística. O primeiro encontro, que teve a presença de cerca de 70 pessoas, entre associados da ABAD e convidados, analisou a questão do frete mínimo, que se arrasta ainda sem solução desde a greve dos caminhoneiros, no primeiro semestre do ano passado.

Dando boas-vindas aos presentes, o vice-presidente da ABAD, Leonardo Severini, que representou o presidente Emerson Destro, disse que a participação e a contribuição de todos nesse projeto certamente vai fortalecer e tornar a logística cada vez melhor e mais eficiente. “Hoje somos reféns do excesso de regras. A livre concorrência faria muito bem para todos os setores, além de trazer maior segurança na operação”, disse. O presidente da Abralog, Pedro Moreira, afirmou que a parceria visa subsidiar a ABAD com o máximo de conteúdo sobre os temas mais urgentes para o setor atacadista e distribuidor.

Ramon Alcaraz, CEO da Fadel Transportes e um dos vice-presidentes da Abralog, fez uma detalhada exposição sobre Tabelamento de Frete: Impactos na Cadeia de Suprimentos e Soluções, tema do painel inaugural do Comitê. Segundo ele, as inúmeras resoluções tomadas a partir da greve dos caminhoneiros no ano passado foram uma sucessão de erros. “Embora o atual Ministro dos Transportes tenha manifestado o desejo de acabar com o tabelamento, devido as enormes dificuldades de entendimento, ele optou por elaborar uma nova tabela. Por mais lógica e técnica que ela seja, as inconsistências permanecem e podem gerar um grande passivo para as empresas que ignorarem o tabelamento”, afirmou Alcaraz.

Marcello Cevalles, Diretor de Logística da Kion South America; João Paes de Almeida, Diretor de Supply Chain da Cargill para a América do Sul; e Eduardo Sacchi, Diretor-sênior de Supply Chain da Pepsico também participaram do painel, destacando os problemas que greve dos caminhoneiros causou em suas operações. Alessandro Dessimoni, assessor Jurídico da ABAD e vice-presidente Jurídico da Abralog, comentou os desafios jurídicos na área logística e completou afirmando que qualquer análise que se faça passa pela perspectiva da livre iniciativa, pois vivemos em um país capitalista.  O debate foi moderado pelo presidente da Abralog.

 Estrutura

O Comitê Logística ABAD/Abralog tem como essência três pilares que vão nortear todas as ações: simplificação, desburocratização e livre concorrência. A liderança do organismo será dividida entre os presidentes e executivos das duas associações parceiras, com o apoio das consultorias jurídica e técnica da ABAD.

O encontro terminou com apresentação da assessora técnica, Bernadeth Macedo Vieira, da Prevenir Consultoria Técnica, que destacou as contribuições que a ABAD já faz para melhorar o Regulamento de Transportes Terrestres de Produtos Perigosos, com o objetivo de minimizar os impactos para o setor atacadista e distribuidor.

CLIQUE AQUI para ver as apresentações técnicas durante o encontro e, abaixo, o vídeo que mostra como foi o evento, com entrevistas exclusivas com os participantes do comitê:

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.