Ruptura fecha 2020 em 11,86% e índice é o mais alto desde 2017

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Estudo desenvolvido pela Neogrid, empresa especializada na sincronização da cadeia de suprimentos, mostra que em 2020 o índice de ruptura, que mede a falta de produtos nas prateleiras dos supermercados, foi de 11,86%, 1,78% mais alto em relação a 2019, quando a média do ano foi de 10,08%. Ao longo de 2020 o maior índice foi atingido em maio, quando o número bateu os 12,57%.

A média anual de ruptura é a mais alta desde 2017. O índice, que girava na casa dos 10% (2017: 10,97%; 2018: 10,01%; 2019: 10,08%) chegou a 11, 86% em 2020.

O balanço da Neogrid ainda traz um ranking com os 10 produtos com maior ruptura em 2020. Os ovos puxam a lista com 22,73% e um aumento de 4,9% em relação a 2019 quando o índice foi de 17,83%. Outro destaque são as cervejas que bateram recorde em 2020 e encerraram o ano com ruptura na casa dos 18,38% em dezembro. Em média, a ruptura da cerveja foi de 14,28% em 2020.

“No caso dos ovos o cenário é explicado porque os supermercados seguraram a compra dos ovos para negociar os preços, que subiam devido ao aumento do valor dos insumos de avicultores, e ao mesmo tempo a demanda por esse item se manteve forte na pandemia. Muitos consumidores passaram a cozinhar mais em casa e a consumir ovos para o preparo de pães e bolos. Sem falar que os ovos também serviram como substituto das carnes, que tiveram grande aumento de preço em 2020. Mas vale destacar que não houve um cenário de desabastecimento, o que faltaram foram variedade e marcas. Por exemplo, o consumidor encontrava apenas as marcas x e y do ovo branco e não a marca z de ovos caipiras”, explica Robson Munhoz, CCO da Neogrid.

Confira o ranking de produtos no SITE da revista DISTRIBUIÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protocolo de Funcionamento

A ABAD preparou um protocolo formal para ajudar o setor atacadista e distribuidor a implementar as medidas de prevenção para evitar possíveis impactos da doença na empresa, nos funcionários e colaboradores e nas relações jurídicas. Acesse:

Protocolo de Funcionamento

A ABAD preparou um protocolo formal para ajudar o setor atacadista e distribuidor a implementar as medidas de prevenção para evitar possíveis impactos do Covid-19 na empresa, nos funcionários e colaboradores e nas relações jurídicas. Clique na animação para vizualizar:

POLÍTICA DE Privacidade: Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência de navegação.