Presidente da ABAD visita sede da GS1 Brasil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O presidente Leonardo Miguel Severini esteve na sede da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, em São Paulo, na noite de quarta-feira (17) à convite do presidente da entidade, João Carlos de Oliveira. “A GS1 é um grande parceiro, que estimula o setor atacadista distribuidor. É uma honra estar aqui para fortalecer esse elo, ampliar os horizontes e debater novos projetos”, afirma Severini.

Além dos presidentes das entidades, participaram do encontro pela GS1 Brasil: Virginia Vaamonde, CEO; Roberto Matsubayashi, diretor de Tecnologia; Paulo Crapina, diretor de Relações Institucionais; Charles Sampaio, diretor de Finanças e Serviços Corporativos; e Silveraldo Mendes, diretor de Relacionamento com Associado​​​. Pela ABAD estavam: Oscar Attisano, superintendente executivo; Rogério Oliva, diretor de Relacionamento Comercial e Marketing; e Renato Bianco, executivo de Relacionamento.

As duas entidades reafirmaram compromissos e debateram novos projetos para 2021. A ABAD e a GS1 Brasil mantêm uma ligação de longa data. Em 1983, a ABAD foi uma das fundadoras da Associação Brasileira de Automação Comercial (ABAC), que depois se tornaria EAN Brasil e, mais adiante, a GS1 Brasil. Atualmente, Carlos Eduardo Severini, ex-presidente da ABAD, é um dos vice-presidentes da entidade. Outro ex-presidente da ABAD, Paulo Hermínio Pennacchi, também já ocupou a vice-presidência da GS1.

A GS1 Brasil é a entidade responsável mundialmente pela padronização na identificação de produtos e serviços, através de código de barras e pelas etiquetas inteligentes que funcionam por radiofrequência (RFID), contribuindo com soluções de automação que aumentam a eficiência e a competitividade das empresas.

CNP

A entidade também é a responsável pela criação do Cadastro Nacional de Produtos – CNP, ferramenta online que contribui para a construção de uma base consistente de dados, fundamental para a evolução da cadeia de abastecimento. Atualmente, o CNP já possui 55 milhões de registros de produtos.

Um aspecto fundamental sobre o CNP é que ele é integrado ao Cadastro Centralizado de GTIN (CCG) – banco de dados da Secretaria da Fazenda, que contém um conjunto de informações sobre os produtos que possuem código de barras (GTIN) em suas embalagens. Ao preencher corretamente o CNP, a empresa garante que os campos da NF-e e da NFC-e relacionados ao GTIN estarão aptos para validação pela Sefaz do seu Estado. A regra atinge todas as empresas que fabricam e circulam mercadorias e envolve todos os setores.

CLIQUE AQUI para ver o material impresso produzido especialmente para esclarecer o que é o CNP aos associados da ABAD. E veja abaixo o vídeo explicativo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protocolo de Funcionamento

A ABAD preparou um protocolo formal para ajudar o setor atacadista e distribuidor a implementar as medidas de prevenção para evitar possíveis impactos da doença na empresa, nos funcionários e colaboradores e nas relações jurídicas. Acesse:

Protocolo de Funcionamento

A ABAD preparou um protocolo formal para ajudar o setor atacadista e distribuidor a implementar as medidas de prevenção para evitar possíveis impactos do Covid-19 na empresa, nos funcionários e colaboradores e nas relações jurídicas. Clique na animação para vizualizar:

POLÍTICA DE Privacidade: Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência de navegação.