Sinca PR e OSM discutem novo modelo de concessão rodoviária

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Com o fim dos contratos com as atuais concessionárias que administram as rodovias do Paraná até o fim de novembro deste ano, o Governo do Estado abriu audiências públicas para debater sobre o modelo híbrido que deve ser implantado em 3.327 quilômetros de vias pedagiadas, entre rodovias estaduais (35%) e federais (65%), que cortam o território paranaense. Dividido em seis lotes, que devem ser leiloados até o fim de 2021, as novas concessões terão validade de 30 anos.

Para discutir sobre os principais pontos do novo modelo de concessão a ser implantado, o Observatório Social de Maringá (OSM) em parceria com o Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidores do Estado do Paraná (Sinca PR) realizaram no dia 17 de fevereiro, um encontro virtual sobre o assunto, com o engenheiro e gerente de assuntos estratégicos da Fiep, João Arthur Mohr.

Com o tema “Novo modelo de concessões rodoviárias do Paraná – uma visão geral para subsidiar os debates”, o evento online contou com a presença do presidente do Sinca PR, Paulo Hermínio Pennacchi; o vice-presidente da entidade, Ariovaldo Costa Paulo; a presidente do OMS, Cristiane Mari Tomiazzi, além de representantes da Diretoria do Sinca PR, do Observatório e empresários, promovendo um debate sobre o assunto.

*Com informações da assessoria de comunicação do Sinca PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protocolo de Funcionamento

A ABAD preparou um protocolo formal para ajudar o setor atacadista e distribuidor a implementar as medidas de prevenção para evitar possíveis impactos da doença na empresa, nos funcionários e colaboradores e nas relações jurídicas. Acesse:

Protocolo de Funcionamento

A ABAD preparou um protocolo formal para ajudar o setor atacadista e distribuidor a implementar as medidas de prevenção para evitar possíveis impactos do Covid-19 na empresa, nos funcionários e colaboradores e nas relações jurídicas. Clique na animação para vizualizar:

POLÍTICA DE Privacidade: Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência de navegação.