Faturamento do atacado distribuidor cresce pelo 4º mês consecutivo

Banco de Dados ABAD mostra alta de 4,75% em janeiro. Para presidente Emerson Destro, resultado é bom, mas reformas precisam sair do papel para consolidar cenário de retomada

O faturamento do setor atacadista distribuidor cresceu pelo quarto mês consecutivo (0,58% em outubro, 1,14% em novembro e 1,35 % em dezembro de 2018), mostrando que o consumidor gradativamente retoma o padrão interrompido no início da crise econômica, em meados de 2014.

A pesquisa mensal da ABAD (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados), apurada pela FIA (Fundação Instituto de Administração), mostra, em termos nominais, crescimento de +4,75% em janeiro de 2019 na comparação com janeiro de 2018. Em relação ao mês de dezembro de 2018, houve recuo de -6,45%.

“As famílias estão demonstrando confiança ainda que a taxa de desemprego permaneça em níveis altos. O mesmo acontece em relação à indústria, ao varejo e aos demais segmentos. O que vai pautar o ritmo do crescimento, contudo, é a capacidade do novo governo promover as reformas estruturantes necessárias para o país, como a previdenciária e a tributária. É isso que vai determinar a consolidação do cenário positivo”, afirma Emerson Destro, presidente da ABAD, destacando que o setor espera crescer em torno de 3% em 2019.

Em termos reais, o faturamento do setor cresceu 0,93% em janeiro de 2019 na comparação com janeiro de 2018. Frente ao mês de dezembro de 2018, houve queda de 6,75%, um comportamento já esperado no início do ano.

SUPERMERCADOS – O setor de supermercados e hipermercados apurou alta de 2,95% nas vendas, em termos reais — descontado o IPCA — no mês de janeiro, em relação ao mesmo período do ano anterior, anunciou a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). A taxa considera, além da venda no varejo, a receita de redes do setor que também operam no segmento de “atacarejo”, que tem crescido há vários meses num ritmo superior ao segmento de supermercados e hipermercados.

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.