Pesquisa mostra mudança nos hábitos de consumo do brasileiro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O estudo Panorama covid-19, lançado em evento online nesta-segunda-feira (03/08) e apresentado por Vitor Vasconcelos, diretor de Inteligência de Mercado da Globo, tem como objetivo entender os impactos da pandemia no Brasil e a percepção da população sobre o isolamento social em todas as regiões do país.

O aumento no número de casos e de vítimas do novo coronavírus no Brasil se refletiu na preocupação do brasileiro em relação à pandemia. A pesquisa online realizada pelas áreas de pesquisa e inteligência de mercado da Globo mostrou que 88% estão preocupados com a crise sanitária e 62% afirmam ter medo de perder o emprego.

Dividida em fases, a pesquisa mostra o sentimento da população ao longo das semanas. Quando o novo coronavírus chegou ao Brasil, o contágio e o desabastecimento estavam entre as principais preocupações dos brasileiros. Nas semanas seguintes, houve procura maior por informação sobre a doença e atividades relacionadas à saúde mental.

“Se por um lado vimos que o brasileiro estava extremamente preocupado com a pandemia, também procuramos entender as estratégias das pessoas para buscar momentos de leveza. Descobrimos que a pandemia também trouxe alguns aspectos positivos e interessantes”, afirma Giani Scarin, gerente de pesquisa & insights da Globo.

Além de mais convivência familiar, o estudo mostra que 81% dos brasileiros estão buscando ter um estilo de vida mais saudável e 96% declararam que vão manter os hábitos de higiene que adquiriram durante o período de isolamento social. A pesquisa também destaca o aumento na procura por conteúdos relacionados a temas como humor, saúde e bem-estar.

Hábitos de compra e futuro pós-covid

Os dados do estudo mostram que a crise fez com que o brasileiro mudasse seus padrões de consumo já na primeira semana do isolamento social: no período, 76% declararam estar economizando por achar que sua situação financeira pioraria depois da pandemia.

A pesquisa também revela que o brasileiro passou a fazer mais compras online durante o isolamento. Dos entrevistados, 90% usaram o e-commerce. Destes, 37% afirmaram que estão comprando online mais do que antes da pandemia. “A conveniência, o frete grátis e a busca por preços mais competitivos serão responsáveis por fazer essa conversão digital dos hábitos de compra dos brasileiros”, afirma Scarin.

Em crise, o varejo também passa por um momento de ressignificação, de acordo com a executiva. “O varejo tradicional está sendo reavaliado”, diz Giani. “As pessoas terão um olhar mais racional na hora de comprar, priorizando lojas com um menor número de pessoas, que sejam mais perto de casa, com preços acessíveis e que cumpram as medidas de higiene.”

Fonte: Newtrade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *