Reforma tributária: governo quer imposto único federal

Secretário da Receita afirma que texto vai abordar mais duas vertentes: mudanças no imposto de renda e desoneração das folhas de pagamentos

O secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, também se reuniu com os membros da Unecs, no evento em Brasília, para fazer uma apresentação sobre a reforma tributária do governo. Segundo ele, o objetivo do texto é criar um ambiente econômico mais favorável ao Brasil. “Estamos preparando uma Reforma Tributária propositiva, que busca criar um ambiente mais propício para o desenvolvimento das atividades econômicas no país. Ela vai tocar intensamente a população brasileira, vai envolver toda a sociedade”, reforçou.

O secretário falou sobre uma reunião no Banco Mundial, que estava acontecendo no mesmo dia do evento da Unecs, com especialistas da Austrália, Canadá e Índia, países com estruturas federativas semelhantes às do Brasil e onde a reforma deu certo.

“A ideia é de que o projeto seja feito em conjunto com a sociedade, pois só quem vive a realidade do imposto é que sabe onde precisa mudar”, disse.

Cintra usou exemplos de outros países que têm sistema tributário mais moderno e, consequentemente, mais desenvolvido economicamente, como Canadá e Hungria. “Temos de lembrar que a base tributária que cresce não é mais a produção industrial ou agrícola. A base tributária do futuro – que o mundo quer usar para o financiamento do Estado – são os serviços”.

Marcos Cintra e Emerson Destro

Sobre os pontos que o governo estuda modernizar, o secretário citou alterações nos Impostos de Renda de Pessoas Físicas e Jurídicas, a criação de um imposto único federal e a desoneração da folha de pagamento. “A turma da Reforma Tributária está se aquecendo para entrar em campo, a equipe do ministro Paulo Guedes está trabalhando muito para apresentar a melhor solução para o país”, garantiu Cintra.

O presidente Emerson Destro convidou o secretário para dar a palestra principal no Seminário ABAD & Filiadas, em agosto. “Queremos extrair do secretário todas as informações sobre a proposta do governo. A reforma tributária é um tema prioritário para o setor atacadista e distribuidor, por isso temos de estar preparados para propor a melhor pauta, priorizando os temas do nosso interesse”, disse.

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.